Páginas

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Os repasses da JBS para Palocci

 
 
O Antagonista
Mantenha seus amigos bem informados compartilhando a newsletter de O Antagonista com conteúdos exclusivos!
 
 

05 de Julho de 2017


 
 

O que pesa a favor e contra Temer

 
por Felipe Moura Brasil

Eis um resumo do que pesa hoje a favor e contra Michel Temer na Câmara dos Deputados na análise da admissibilidade da denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente por corrupção passiva.

A favor:

1) Não há pressão das ruas.

2) O presidente tem a caneta na mão para oferecer vantagens (cargos, emendas, concessões nas reformas etc.) aos parlamentares em troca de votos, tendo recebido só na terça-feira, dentro da agenda oficial, pelo menos 27 deputados e sete senadores.

3) Pelo menos 12 dos 66 membros da Comissão de Constituição e Justiça são alvos de inquérito na Lava Jato e temem ser os próximos a cair.

4) A ala anti-Janot da CCJ conta, além dos investigados, com outros “críticos” das investigações e até da ideologia do procurador-geral, alinhado à esquerda em matéria de ensino nas escolas brasileiras sobre “diversidade de gênero e orientação sexual”.

5) Assessores de Temer dizem que o governo tem os 34 votos necessários de deputados para garantir um parecer contrário à denúncia na CCJ.

6) Dizem, também, que há outros 8 deputados passíveis de “convencimento” para alcançar a marca de 42 votos, ou seja: vantagem folgada, com margem de segurança.

7) No desespero, a tropa de choque do governo pode tentar substituir deputados na CCJ, como recomendou Jovair Arantes, e como já havia sido feito no caso de Major Olímpio.

8) Rodrigo Maia, em tese, é aliado do presidente, diferentemente de Eduardo Cunha no processo de impeachment de Dilma Rousseff.

9) Não há prova material de recebimento, por parte de Temer, de dinheiro da mala de R$ 500 mil de propina entregue pela JBS ao ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor do presidente.

10) Loures foi solto pelo ministro do STF Edson Fachin.

Contra:

1) A perícia da Polícia Federal avalizou o áudio da conversa comprometedora de Joesley Batista com Temer em encontro fora da agenda oficial no Palácio do Jaburu.

2) A aprovação de Temer nas pesquisas é de apenas 7%, de modo que deputados, de olho nas eleições de 2018, temem o desgaste de defender um presidente impopular.

3) Geddel Vieira Lima, ex-ministro e aliado de Temer, antecessor de Loures como intermediário do presidente e de Joesley foi preso pela Polícia Federal na segunda-feira.

4) A acusação contra Geddel por obstrução de justiça na tentativa de comprar o silêncio de Lúcio Funaro e Eduardo Cunha reforçou a gravidade de declarações de Temer no aúdio de Joesley, tais como: a) quando pergunta “O Eduardo também, né?” após Joesley dizer “Todo mês...”; b) quando diz que Joesley falar com Geddel poderia parecer obstrução de justiça; c) quando indica “É o Rodrigo” para substituir Geddel na intermediação, resolvendo o problema anterior.

5) Temer disse na gravação “Pode passar por meio dele, viu?” e, semanas depois, Loures foi flagrado correndo na rua de São Paulo com a mala de propina da JBS.

6) Aliado de Rodrigo Maia, Sérgio Zveiter, escolhido relator do pedido de denúncia, está longe de ser o relator dos sonhos do governo, apesar de também ser peemedebista.

7) Apesar de Temer ter acionado o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, para pressionar Zveiter, seu colega de PMDB do Rio de Janeiro, o relator declarou que fará uma análise independente, com “chance zero” de ceder a pressões.

8) Zveiter jantou na terça-feira na casa de Maia, que, embora tenha se irritado com o vazamento, aparece mais concretamente agora como alternativa de poder a Temer.

9) Segundo a Folha, “deputados próximos a Temer que, até então, mostravam otimismo disseram, em tom fúnebre, que 'agora acabou'.”

10) A tramitação da denúncia pode extrapolar o prazo, segundo o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), o que contraria a pressa dos governistas para liquidar o tema antes do recesso parlamentar e prolonga o sangramento de Temer.

Eu, Felipe, sou a favor da admissibilidade da denúncia, cujo conjunto probatório merece ser discutido no STF, ainda que, também, por Gilmar Mendes.

Liquidá-la na Câmara é como trancar as provas na garagem do Jaburu.

felipemb@oantagonista.com
 
   


Exclusivo: Os repasses da JBS para Guido Mantega


Joesley Batista contou em sua delação que entrou no BNDES via Victor Sandri, amigão de Guido Mantega, a quem pagava um mensalinho de R$ 50 mil para intermediar interesses do grupo JBS...[ leia mais]


Exclusivo: Os repasses da JBS para Palocci


Joesley Batista também entregou à Polícia Federal planilha com os pagamentos feitos ao ex-ministro Antonio Palocci, entre dezembro de 2008 e junho de 2010. Foram R$ 2,1 milhões em consultorias...[ leia mais]


PALOCCI CONTINUA PRESO


O desembargador João Pedro Gebran negou o pedido de soltura de António Palocci...[ leia mais]

"Esquema amazônico de corrupção"
Do desembargador João Pedro Gebran Neto, ao manter Antonio Palocci na cadeia...


VACCARI CONTINUA NA CADEIA


O desembargador João Gebran Neto, do TRF4, negou a liminar que pedia a soltura de João Vaccari Neto...[ leia mais]


ANÚNCIO - INVERSA

Relatório conta lógica de grandes lucros na Bolsa


Documento exclusivo mostra como três investidores renomados conseguiram alcançar altos retornos em diversas operações. Eles contam, por exemplo, que...[ leia mais]

Temer na lanchonete


Antonio Cláudio Mariz, perguntado se o mandato de Michel Temer está na UTI...[ leia mais]

"Estamos prontos para defendê-lo"
Antonio Cláudio Mariz, agora, em coletiva na Câmara, perguntado se Michel Temer irá à CCJ para se defender:
"Ele tem advogado, o advogado sou eu...

"Duvido que vocês tenham paciência de lê-la"
Antônio Cláudio Mariz, ao comentar a defesa de Michel Temer apresentada há pouco à Câmara, provocou...


Planalto já tem versão para rebater parecer negativo de Zveiter


Caso Sérgio Zveiter dê um parecer favorável à denúncia da PGR contra Michel Temer, a turma da comunicação do Palácio do Planalto vai dizer que a Globo é cliente...[ leia mais]


Maia janta Temer


Sérgio Zveiter, relator da denúncia contra Michel Temer, participou de um jantar na casa de Rodrigo Maia, ontem à noite...[ leia mais]


Perguntas sobre o sítio de Atibaia


Se o sítio de Atibaia não é de Lula, e sim de Fernando Bittar, por que o petista deixou de frequentá-lo depois que virou réu no processo que apura de quem é a propriedade?...[ leia mais]


"Não acabar com a obrigatoriedade do imposto sindical é gol de mão"


Ricardo Ferraço, relator da reforma trabalhista no Senado, disse a O Antagonista que a reunião de Michel Temer hoje pela manhã...[ leia mais]


Geddel será ouvido amanhã


Geddel Vieira Lima terá audiência de custódia amanhã, às 9h40, na 10ª Vara Federal em Brasília...[ leia mais]


ANÚNCIO - EMPIRICUS

O novo Fim do Brasil?


Em situações de instabilidades, em que ninguém mais quer saber do Brasil e da Bolsa, surgem oportunidades para ganhar muito dinheiro...[ leia mais]

PRF suspende serviços por falta de dinheiro


Depois do episódio dos passaportes, é a vez de a Polícia Rodoviária Federal anunciar que vai paralisar serviços por falta de verba...[ leia mais]


PEC que muda escolha dos ministros do STF passa pela CCJ


A CCJ do Senado aprovou hoje aquela PEC que muda a forma de escolha dos ministros do STF...[ leia mais]


O partido vai não vai agora vai?


Tasso Jereissati, presidente do PSDB, segundo registro do Valor, sobre a postura do partido diante do governo de Michel Temer...[ leia mais]


"Dezenas de pessoas com pedaços de pau nas mãos e vestidas de vermelho"


O relato da France Presse sobre a invasão de há pouco da Assembleia Nacional pelos apoiadores de Nicolás Maduro:
"Dezenas de pessoas, algumas encapuzadas...[ leia mais]

Apoiadores de Maduro agridem deputados
Apoiadores do tirano Nicolás Maduro invadiram a Assembleia Nacional para agredir deputados...

Nenhum comentário:

Postar um comentário