Páginas

sábado, 1 de julho de 2017

Fachin peidou na farofa e soltou Loures, mas o que o povo pedia era o inverso: prender todos por mrk

 https://lucianoayan.com

Fachin peidou na farofa e soltou Loures, mas o que o povo pedia era o inverso: prender todos

por mrk
Nesta sexta feira (30) tivemos o primeiro grande colapso de frames da frente janotista, que ultimamente defendia todos os seletivismos do PGR Rodrigo Janot e as validações feitas por Edson Fachin.
No mesmo dia em que Marco Aurélio Mello (do STF) recusou o pedido de prisão de Aécio Neves, o ministro relator Edson Fachin decidiu que o ex-deputado e ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) seja solto e passe a usar tornozeleira eletrônica.
O recuo de Fachin, com a ajudinha de Marmello, é um baita de um erro tático da parte dessa gente: será que eles acharam que o povo iria esquecer o acordo de impunidade da JBS apenas se liberassem os políticos delatados?
O problema é agora é que o acordo de impunidade vai ficar ainda mais fedido. O clamor por justiça já foi ativado. Ninguém estava psicologicamente preparado para ver todo mundo solto depois que foi anunciado o acordo de impunidade da JBS, pois este acordo de impunidade foi vendido assim: "ele é tão bom que todos vão ser presos". Mas agora, com todo mundo solto, como fica o acordo de impunidade?
É isso que significa o cavalo de pau arriscadíssimo dado por Fachin e o STF: enquanto o povo pedia "prendam todos" eles soltaram todos. Agora é hora de exigir a prisão dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, prioritariamente, e colocar as empresas deles sob leilão. E que os senhores Fachin e Janot fiquem com as barbas de molho...
mrk | 1 de julho de 2017 às 11:04 | Tags: bolivarianismoEdson Fachinextrema esquerdamarxismorodrigo janotsocialismo | Categorias: Notas | URL: http://wp.me/pUgsw-lYF

Nenhum comentário:

Postar um comentário